O Planeta está em profundo desequilíbrio. A disrupção climática é uma das maiores crises que a humanidade enfrenta e requer, por isso, uma transformação profunda da forma como vivemos. Todos os modelos de negócio têm obrigatoriamente de ser repensados e a indústria dos livros não é exceção. O olhar clínico sob a cadeia de valor é fundamental numa altura em que a neutralidade carbónica é imperativa para todos.

De que forma podem os livros contribuir para esta missão planetária ao mesmo tempo que alavancam o poder das suas pessoas?

Somos mais de 8 biliões de vozes a habitar este planeta. Milhares e milhares continuam a não ser ouvidas. Silenciadas pela força da intolerância e pelo poder do preconceito. Os livros são poderosos antídotos mas podem ganhar ainda mais força. Explorar o caminho da representatividade é uma das grandes viagens em cima da mesa, não só de quem lidera o caminho, mas também de quem escreve e lê.

Serão os livros capazes de transformar o nosso mundo em prol dos ODS?